.

VOLTAR PARA A PÁGINA INICIAL - BACK TO INDEX

.

IMAGENS DE ACIDENTES E INCIDENTES

AÉREOS NO BRASIL

.

MENU


PÁGINA INICIAL

.
ACIDENTES AÉREOS NO BRASIL
.
ACIDENTES AÉREOS NO MUNDO
.

ACIDENTES

DA TAM

.

IMAGENS DE ACIDENTES

NO BRASIL

.

IMAGENS DE ACIDENTES

NO MUNDO

.
VÍDEOS DE ACIDENTES
.
CAIXA-PRETA
.
ACIDENTES HISTÓRICOS
.
ACIDENTES HELICÓPTEROS
.

A TRAGÉDIA

COM O FOKKER

100 DA TAM

.

O DESASTRE

NO VÔO 1907

DA GOL

.
AEROPORTOS
.
AERONAVES
.
EMPRESAS AÉREAS
.
CURIOSIDADES
.
LOGOMARCAS
.
SELOS POSTAIS
.

INFORMAÇÕES

E SERVIÇOS

.
.ARTIGOS
.
LINKS
.
FAÇA SUA ESCUTA AÉREA NOS PRINCIPAIS AEROPORTOS DO BRASIL E DO MUNDO
ATC- Faça sua escuta aérea
.
Assinar meu  Livro de Visitas
.

Ler meu Livro

de Visitas

.
.
SITE DO JORNALISTA JORGE TADEU
.
BLOG DO JORNALISTA JORGE TADEU
.
O ARQUIVO DO FUTEBOL
.
A HISTÓRIA REAL DO ACIDENTE COM O FOKKER 100 DA TAM - VÔO 402
.
Quer ser um site parceiro?
.

ANUNCIE

NESTE SITE

.
SOBRE O AUTOR E SUAS FONTES
.
SOBRE O SITE
.
FALE CONOSCO
FALE CONOSCO
.

Designer:

Jorge Tadeu

 

ALGUMAS IMAGENS DOS ACIDENTES AÉREOS NO BRASIL

2000 - 2007     1980 - 1999    1960 - 1979     1930 - 1959


FOTOS DOS ACIDENTES COM AVIÕES DA TAM: CLIQUE AQUI


Foto de aeronave idêntica a do acidente

Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

 

23/07/1997 - Hora: 10:15 - Embraer C-95B Bandeirante - Prefixo: FAB2310

FAB - Força Aérea Brasileira

Local do acidente: Serra da Mantiqueira - SP


Foto: Veja

 

31/10/1996 - Hora: 08:26 - Fokker 100 - Prefixo: PT-MRK

TAM

Local do acidente: São Paulo - SP

 

Clique aqui para saber tudo sobre esta tragédia

Clique aqui para ver as imagens da queda do avião


O Learjet 25 PT-LSD antes do acidente

Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

 

As imagens do acidente não foram publicadas por serem extremamente chocantes.

 

02/03/1996 - Learjet 25A - Prefixo: PT-LSD

Madri Taxi Aéreo

Local do acidente: Próximo ao aeroporto de Guarulhos, SP

 

Uma operação equivocada do piloto é a versão do Departamento de Aeronáutica Civil (DAC) para explicar o acidente com o jatinho que causou a morte dos cinco integrantes do grupo Mamonas Assassinas no fim da noite de sábado, em São Paulo. A 10 quilômetros do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, o piloto repetia, a pedido da torre de controle, o procedimento de aterrissagem. No entanto, em vez de fazer uma curva para a direita, virou o avião Lear Jet 25, PT-LSD, para a esquerda, chocando-se com a Serra da Cantareira. Além dos componentes da banda - Dinho, que completaria 25 anos amanhã, os irmãos Samuel e Sérgio, Júlio e Bento -, também morreram no acidente o piloto, o co-piloto e dois assistentes dos artistas. Numa carreira fulminante de apenas oito meses, período em que vendeu quase 1,8 milhão de cópias de um único disco com músicas irreverentes e debochadas, o grupo, formado por jovens da classe C ascendente de Guarulhos, conquistou multidões de crianças e adolescentes em todo o país. A morte trágica de seus cinco integrantes causou comoção nacional. Ontem, houve um minuto de silêncio, no Maracanã, antes do jogo Flamengo e Botafogo. O último show dos Mamonas, sábado, em Brasília, foi visto por mais de 8 mil pessoas.

 

Clique aqui e leia os dados do avião e a transcrição da caixa-preta


Foto de aeronave idêntica a do acidente

Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

 

14/10/1994 - Lockheed RC-130E Hercules - Prefixo: FAB2460

FAB - Força Aérea Brasileira

Local do acidente: a 62 km a noroste de Brasilia - DF


Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

O Boeing 737 da VARIG antes e depois da queda: 13 mortos

Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

 

03/09/1989 - Boeing 737-241Adv. - Prefixo: PP-VMK

VARIG

Local do acidente: na floresta em São José do Xingu, MT

O 737 decolou de Marabá com destino à Belém, escala final do vôo RG254. A tripulação plotou no sistema de navegação da aeronave a proa 270º (proa oeste), ao invés da proa correta que seria 027, no rumo N/NE. Após voar algumas horas tentando se localizar, a tripulação declarou emergência. A aeronave fez um pouso em pane seca na floresta, à noite. Milagrosamente, escaparam com vida 42 dos 54 ocupantes do avião, incluindo os dois tripulantes técnicos.

Clique aqui e ouça a Caixa-Preta desse vôo


   

Clique sobre as imagens para vê-las em tamanho maior

Fotos: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva © e a última foto do JetSite

 

02/12/1985 - Boeing 747-228B - Prefixo: F-GCBC

Air France

Local do acidente: Aeroporto Internacional do Galeão Rio de Janeiro RJ (GIG) 


Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

O Boeing 727 da VASP antes e depois do acidente: 137 mortos

Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

 

08/06/1982 - Boeing 727-212 - Prefixo: PP-SRK

VASP

Local do acidente: Serra da Aratanha, próximo à cidade de Pacatuba, CE

Em vôo iniciado em Congonhas com escala no Galeão, o comandante do 727 abandonou seu plano de vôo por instrumentos cedo demais, a 140NM do destino, e prosseguiu em aproximação visual para o aeroporto Pinto Martins. Tendo as luzes de Fortaleza, seu destino final em seu visor, o comandante sentiu-se seguro e continuou sua aproximação, desrespeitando todos os procedimentos padrão de navegação bem como, por duas vezes, o alarme de altitude. O 727 acabou colidindo com um dos picos da Serra da Aratanha, próximo à cidade de Pacatuba, Ceará. Este acidente ficou famoso pela divulgação no Jornal Nacional da gravação do voice-recorder, onde claramente ouve-se um tripulante comentando "tem uns morrotes aí", segundos antes do impacto inicial. Nenhum dos 137 ocupantes escapou. Foi o segundo maior desastre de nossa aviação em número de fatalidades.

Clique aqui e ouça a Caixa-Preta desse vôo


Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

O Boeing 727 da Transbrasil antes e depois do acidente: 55 mortos

Foto: Arquivo pessoal do autor do site Jorge Tadeu da Silva ©

 

12/04/1980 - Boeing 727-27C - Prefixo: PT-TYS

TRANSBRASIL

Local do acidente: Serra de Ratones, próximo ao Aeroporto Hercílio Luz

Florianópolis - SC

O vôo QD303 decolou de Congonhas rumo a Florianópolis, que encontrava-se sob condições climáticas adversas, sob a influência de forte frente fria passando pela TMA. Naquela época, o aeroporto Hercílio Luz contava apenas com dois NDBs como auxílio de navegação, instrumentos especialmente sensíveis às descargas magnéticas que se encontravam naquela hora sobre a região. Talvez tenha acontecido um falso bloqueio do NDB, e isto explique porquê o major checador da FAB, que então pilotava a aeronave, tenha se afastado tanto da rota prevista. Além disso, ficou registrado no CVR a preocupação do comandante titular do vôo, sentado à esquerda, (e que estava apenas assistindo a pilotagem do major checador) que seguidas vezes alerta o major para observar a altitude mínima nos procedimentos. O 727 prosseguiu descida para um rebloqueio, mas antes disso, às 20:38 colidiu com a Serra de Ratones. Por mais 60 metros e o PT-TYS teria passado sobre o morro. Apesar da força do impacto e da total destruição da aeronave, dos 58 ocupantes à bordo, 3 passageiros sobreviveram, sendo resgatados na madrugada do dia 13.


Veja mais fotos. CLIQUE AQUI

. . . .
Este site está em The Best Aviation Sites
. . . .

2006-2007 ® Direitos Reservados - Jorge Tadeu da Silva